Colômbia é um dos principais destinos de empresas brasileiras que buscam internacionalização

2019-07-03
Colômbia é um dos principais destinos de empresas brasileiras que buscam internacionalização

 

A Colômbia já aparece como o sexto principal destino de empresas brasileiras que querem ampliar seus negócios para fora do país. Segundo dados da embaixada, há 102 empresas brasileiras que operam na Colômbia, principalmente nos setores de siderurgia (Gerdau e Votorantim), alimentos (Minerva Foods), TI (Stefanini, Tivit e Totvs), mercado financeiro (B3 – antiga BM&F BOVESPA, Itaú, BTG Pactual), infraestrutura, calçados (Grupo Beira Rio e Grendene), energia (Petrobras e Alupar), higiene e cuidados pessoais (Natura e O Boticário).

As empresas têm sido atraídas principalmente pelos benefícios fiscais. As zonas francas da Colômbia contam com marco legal competitivo e oferecem atrativos aos empresários estrangeiros, como imposto de renda de 15%, vendas ao mercado local sem restrições, além de isenção nos impostos de importação e IVA (Imposto de Valor Agregado).

As micro e pequenas empresas exportadoras brasileiras também estão de olho na Colômbia. O país se tornou o segundo destino de maior interesse para novos negócios nesse setor, ficando atrás apenas dos Estados Unidos, de acordo com levantamento feito pela CNI (Confederação Nacional da Indústria) em conjunto com a FGV (Fundação Getúlio Vargas).

Isso demonstra que a Colômbia vem ganhando cada vez mais importância na pauta de exportações de pequenos negócios, desbancando mercados relevantes como Argentina, Chile e México.

No geral, considerando as vendas de empresas de todos os portes, as exportações brasileiras para a Colômbia cresceram 25,7% nos últimos dois anos. O setor de cosméticos é bem representativo nessa relação. Entre 2016 e 2018, o número total de exportações do setor aumentou quase 11%, passando de US$ 42,5 milhões para US$ 47,1 milhões. O que faz da Colômbia o sétimo maior destino para os produtos cosméticos brasileiros.

Isso se deve, em parte, ao avanço econômico do país. A economia da Colômbia cresceu 2,7% em 2018, comparada a 1,4% em 2017. O crescimento foi impulsionado pelos setores de administração pública e defesa (4,1%), comércio (3,1%) e atividades profissionais, científicas e técnicas (5,0%).

Além disso, os acordos entre Brasil e Colômbia têm facilitado o comércio entre os dois países. Nesse sentido, foi assinado, em julho de 2018, o Acordo de Serviços Mercosul-Colômbia. A assinatura de um acordo para evitar a dupla tributação também está na pauta dos dois governos, que negociam os termos do documento.

Viver na Colômbia

Por toda essa relação entre os dois países, muitos brasileiros estão escolhendo a Colômbia como destino para trabalhar e construir uma carreira internacional ou mesmo para fazer negócios. Muitos, inclusive, aproveitam para estudar, já que a Universidade Nacional da Colômbia é considerada uma das dez melhores da América Latina.

Quem chega à Colômbia se depara com uma enorme riqueza cultural. Para começar, nasceu no país um dos maiores escritores do século XX, Gabriel García Márquez, ganhador do Prêmio Nobel de Literatura em 1982 pelo conjunto de sua obra, que inclui Cem Anos de Solidão e O Amor nos Tempos do Cólera.

Os festivais, como o Carnaval de Barranquila ou a Feira de Flores de Medelín, mostram como os colombianos – assim como os brasileiros – adoram festejar.

Quem vai a trabalho costuma ficar em Bogotá ou Medelín, mas a costa colombiana é um lugar privilegiado e destino turístico certo. Banhada pelo mar do caribe, tem como base Cartagena ou Santa Marta. De lá, é possível conhecer diversas ilhas paradisíacas, como a famosa San Andrés.

Se você gosta de café, a Colômbia é o lugar certo. Em qualquer esquina se encontra uma barraquinha vendendo “tinto” (como é chamado o café puro) de muito boa qualidade. Nas lojas Juan Valdez, umas das marcas mais famosas na Colômbia e no mundo, é possível encontrar uma grande variedade de cafés. Vale a pena experimentar!

A comida colombiana tem um tempero marcante e varia bastante de uma região para outra. Há muitos pratos à base de milho, frango e plátano (um tipo de banana). Além disso, é muito comum consumir sopa antes do prato principal. Esse costume é chamada de “el seco”.

Entre os pratos típicos merecem destaque as arepas (um bolinho à base de farinha de milho), tamales (lembram as pamonhas brasileiras), patacones (banana da terra verde frita), frijoles com garra (cozido de feijão com pé de porco) e bandeja paisa (arroz, arepas, feijão, carne moída, ovos, abacate, torresmo, linguiça e patacones).

E um detalhe importante: colombianos adoram convidar estrangeiros para comer em restaurantes típicos. Por isso, saber quais são os principais pratos pode estreitar as relações. Não se esqueça de que as questões culturais permeiam os negócios também.

Falar espanhol, por exemplo, é fundamental. Além de tornar a comunicação clara e precisa, demonstra que você se preparou para estar ali, o que é muito apreciado pelos colombianos. Isso sem falar que você aproveitará muito mais a sua estada falando o idioma local!

Se você planeja viajar ou trabalhar em outro país, conte com a Espanhol Fluente para auxiliá-lo. Temos muito experiência no que se refere à capacitação de profissionais no idioma e, inclusive, nos aspectos culturais, sempre de acordo com o país em questão.

 
 Compartir noticia