Gestão de conflitos no modelo home office

2020-09-22
Gestão de conflitos no modelo home office

 

A pandemia do novo coronavírus mudou paradigmas dentro das empresas. O home office passou de algo opcional para a única alternativa das organizações a fim de manter os negócios em funcionamento. Dessa forma, foi necessário criar novas estratégias e prestar atenção em um aspecto: a gestão de conflitos no home office.

A gestão de conflitos é um dos desafios para as lideranças que estão à frente de equipes no home office. Os tipos de conflitos que podem existir no teletrabalho são diferentes dos que aparecem na modalidade presencial e, claro, as formas de enfrentá-los também.

O profissional responsável por liderar equipes e fazer a gestão de conflitos podem se deparar com problemas surgidos em função de diferenças pessoais entre os colaboradores, por exemplo. Em muitas pessoas, a pandemia provocou nervosismo e ansiedade, algo que afeta diretamente o desempenho profissional dos colaboradores e até da equipe como um todo.

A liderança que faz uma boa gestão de conflitos também deve saber lidar com problemas de natureza cognitiva. Eles acontecem quando um ou mais membros da equipe não concorda com determinado aspecto do projeto e fica mais resistente. Um outro tipo de situação difícil e muito recorrente no home office diz respeito aos problemas de processos. A falta de acesso à informação, por exemplo, influencia diretamente a performance da equipe.

E como resolver esses diversos tipos de conflitos? É primordial que os gestores tenham em mente alguns pontos chave como a criação de um ambiente de clima amistoso, definição de metas, diálogo constante, atenção às necessidades da equipe e individuais, entre outros.

Comunicação deve estar afinada na hora de fazer a gestão de conflitos

As lideranças que fazem a gestão de conflitos devem ter as habilidades para lidar com pessoas, utilizar todas as ferramentas disponíveis para alcançar a solução e, principalmente, estar atento à comunicação. Não pode haver erros de interpretação no momento de identificar as causas do conflito.

Você sabia que alguns conflitos relativos à comunicação podem ser causados por diferenças culturais? Elas podem causar ruídos no diálogo entre líderes e liderados. E para diminuir as chances que isso aconteça, uma ótima “ajuda” é o aprendizado de novos idiomas. Ficou curioso para saber como?

A revista Galileu Galilei publicou uma matéria sobre as razões científicas para aprender novas línguas e uma delas é que o processo de se tornar fluente em outro idioma melhora a nossa capacidade de tomar decisões. Um estudo de uma universidade norte-americana apontou que o raciocínio em outro idioma faz com que a tomada de decisões seja mais sistemática e menos baseadas em fatores negativos.

Uma outra vantagem auferida por quem faz a gestão de conflitos e está aprendendo outro idioma é que a sua percepção fica mais aguçada. Essas pessoas se tornam mais observadoras, têm mais foco e aprimoram sua capacidade de identificar informações erradas.

Amplie suas competências com a Espanhol Fluente e faça uma gestão de conflitos eficiente na sua empresa! Fale Conosco para conhecer mais os nossos cursos!

 
 Compartir noticia