Inteligência emocional no trabalho: como construir?

2021-05-26
Inteligência emocional no trabalho: como construir?

 

Os profissionais que se destacam no mercado atualmente são mais completos e têm mais do que conhecimentos técnicos sobre a sua área de atuação. A inteligência emocional no trabalho se tornou um requisito fundamental para todos que desejam ser bem-sucedidos em suas carreiras. Mas será que temos como trabalhar e aprimorar a nossa inteligência emocional? A EF te adianta que a resposta é sim e que o aprendizado de idiomas pode ser um excelente aliado nessa missão. Leia esse texto até o final e saiba como!

Popular nos dias de hoje, o conceito de inteligência emocional se refere à capacidade que cada um tem de compreender e gerir as próprias emoções. Ele se relaciona também com a maneira que lidamos com os sentimentos das pessoas à nossa volta, seja no ambiente corporativo ou na vida pessoal.

Isso significa que ter inteligência emocional no trabalho é algo que afeta diretamente o desempenho de qualquer profissional. Afinal de contas, como alguém pode ser um bom líder sem ter empatia com os outros membros do seu time? Como um colaborador pode se destacar positivamente na equipe se não inspira confiança ou se sempre maltrata colegas quando está com problemas em casa?

Aprendizado de idiomas pode ajudar a trabalhar inteligência emocional

O profissional que possui inteligência emocional no trabalho tem clareza sobre suas emoções, sabe lidar com imprevistos, tem empatia, é resiliente e se adapta a mudanças sem dificuldades. Agora você deve estar se perguntando como trabalhar cada uma dessas características e de que forma você pode aprimorar a sua inteligência emocional do trabalho. Uma das soluções é aprender um novo idioma!

O aprendizado de um novo idioma é excelente não só para o currículo como também para trabalhar a inteligência emocional no trabalho de qualquer profissional. Isso porque o processo de aprendizagem de uma outra língua torna o estudante uma pessoa mais empática. Ao aprender um outro idioma, a pessoa rompe as barreiras da língua e as culturais. Existe a vontade de fazer uma imersão em uma outra cultura, se colocar no lugar do outro, entender os hábitos e costumes dos nativos.

Estudar novos idiomas é trabalhar o respeito às diferenças, a tolerância ao estresse e auxilia também no que diz respeito ao quesito flexibilidade para conviver melhor com os colegas e lidar com adversidades. Viu como aprendendo uma nova língua você também aprimora a sua inteligência emocional no trabalho? Não perca tempo e matricule-se já na EF! Seja a sua melhor versão!

 
 Compartir noticia