O Comércio Exterior e os desafios das empresas brasileiras para a busca de novos mercados

2021-07-02
O Comércio Exterior e os desafios das empresas brasileiras para a busca de novos mercados

 

Internacionalizar um empreendimento é uma tarefa extremamente complexa em sua essência. Apesar do enorme desafio, o comércio exterior é uma oportunidade para as organizações ampliarem seus negócios para outros países, atingir novos mercados consumidores e melhorar seu desempenho econômico. Ainda assim, há enormes entraves que precisam ser superados para que a jornada empresarial ao exterior seja bem-sucedida e já podemos antecipar que uma das principais barreiras é o idioma. Assim, a Espanhol Fluente (EF) irá listar os pontos que precisam de análise dos administradores antes de iniciar a jornada a outras regiões do mundo.

A princípio, o empresário precisa estudar profundamente o mercado para o qual pretende expandir a sua atuação. A burocracia está entre os maiores entraves enfrentados pelos empreendedores, uma vez que é preciso conhecer e lidar com as regulamentações e documentos exigidos pela legislação brasileira e pelo país do qual a empresa irá exportar. Cabe ao administrador definir também se é mais vantajoso abrir uma filial nessa nação ou buscar um representante local para a expansão. É importante ressaltar que as duas opções possuem pontos positivos e negativos que precisam ser avaliados. Mas lembre-se que é essencial obter canais para saber a satisfação do cliente final, tarefa que pode ser mais complicada quando se é representado por terceiros, porém imprescindível para o posicionamento ideal dos negócios.

Some a essa questão as taxas que precisam ser pagas. É consenso que o arcabouço tributário brasileiro é complexo. Apesar de as exportações serem isentas de diversos tributos, o empresário precisa compreender a legislação tributária em busca das melhores condições, dentro da legalidade, para que o seu negócio pague a menor quantidade de impostos restantes no Brasil e no país de destino das transações. A depender do produto da sua empresa, as taxas cobradas pelo país de destino podem ser uma forma de o governo local proteger a indústria nacional – o que elevará o custo do seu produto e pode tornar inviável a sua venda devido ao valor final. A EF sugere que entre os países com os quais você pretende enviar as suas mercadorias, busque os que possuem algum tipo de acordo comercial com o Brasil que pode simplificar todo o processo e os valores a serem pagos.

Qualificação de mão de obra

A falta de mão de obra qualificada em território brasileiro coloca o país em uma posição de contrastes: uma grande massa de desempregados e empresas que buscam contratar profissionais sem sucesso por não encontrar no mercado pessoas com qualificações necessárias.  A importância de um profissional com uma formação consistente se torna ainda mais fundamental quando o objetivo do empreendimento é internacionalizar o seu negócio. Para tal, ter fluência no idioma do país em que está se pretendendo entrar é essencial, como o espanhol na América Latina e Espanha. Além, claro, do inglês que é considerado um idioma universal.

Logo, a construção de um currículo robusto começa a fluência em um outro idioma. A isso, a EF está preparada para te ajudar. Nós possuímos uma metodologia exclusiva aliada à tecnologia que proporciona aprendizado com resultados superiores aos dos cursos tradicionais. Acreditamos que é necessário explorar as características particulares de cada estudante e por isso contamos com cursos sob medida com professores nativos. Com isso, os nossos alunos são qualificados com mais celeridade e preparados para a vida internacional. Entre em contato conosco e se torne fluente em um novo idioma!

 

 
 Compartir noticia